O que encontrar do outro lado da esquina... uma luz, um amor, um sonho, um silêncio, um verbo ou uma conjunção que conecte dois mundos?



quinta-feira, 25 de agosto de 2011

O Ato de um Vampiro



, se aproximou de ti, ouviste os passos
de desejo, quando a noite acorda
os ponteiros do relógio silenciaram,
subjugando o tempo, sem piedade,
teu corpo estremeceu com as carícias,
do vento que açoitava as janelas,
e presenteava pétalas de rosas...

inalaste o perfume do teu sexo,
e com teus dedos desenhaste o céu,
contornando o vermelho dos teus lábios
abertos como as asas de uma ave,
que sobrevoa o ninho de uma presa

o lençol embebido de luxúria
deslizava na pele de veludo,
sem temer o prazer iminente
invocaste a sombra do amante,
que te possui em seus úmidos sonhos
enovelado na seda de tua pelugem...

o espelho embaçado do teu quarto
mostrou em um baile à fantasia
a nudez de um homem mascarado
que se entregava às vontades tuas,
do seu lado uma andorinha escura
cantava, descolando do seu pescoço

te vi, mulher, sentada diante do espelho
um lago onde não te refletias
teus colmilhos cheiravam a vinho envelhecido
voavam plumas manchadas de sangue,
não foi uma miragem do deserto
tampouco foi uma cena de teatro,
atrás do vidro uma testemunha
banhou de luz as esferas do palco
e registrou a catarse do beijo...


o dia  renasceu com um suspiro,



Nenhum comentário: