O que encontrar do outro lado da esquina... uma luz, um amor, um sonho, um silêncio, um verbo ou uma conjunção que conecte dois mundos?



quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Braços Maternos

Fios de cabelos prendem os dedos
versos que modelam a seda de sua teia
meus pés em suas mãos destroçando medos
gorjeios que embalam as noites em vela

Repouso do aroma em frascos de poros
lembranças de sol em cacos do tempo
transbordante calor da pele que sinto saudades
asas da minha mãe são braços do vento

Lenços que guardam pérolas do destino
sacam veredas de seu triste olhar
você escreve sorrisos no pergaminho
e traduz a felicidade pintada com luzes

Soneto de beijos brotam dos seus lábios
Seu silêncio é templo de ouvidos sábios

2 comentários:

Humberto Dib disse...

Olá, não sabia se escrever em espanhol ou português...
Gostei do seus textos, cheguei por acaso, mas vou ficar por decisão própria... o 5°.
Se quiser, pode dar um pulinho pelo meu canto.
Um carinho.
Humberto.

Silencio disse...

Olá Humberto, escreva como quiser e fique à vontade.
Obrigada pelas palavras amáveis, qualquer dia vou, dar um só nao, mas sim vários pulinhos pelo seu canto ;-) abraços.