O que encontrar do outro lado da esquina... uma luz, um amor, um sonho, um silêncio, um verbo ou uma conjunção que conecte dois mundos?



segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Amor Clandestino

Hoje ao acordar senti tua falta
É normal num amor clandestino
Distante grande parte do tempo
Amor esse proibido, regado a falta
Por vezes indiferente, amor, desamor
Que parece não ser correspondido
Que meu coração insiste em viver
Um falso amor e transforma solidão
Em prisão, este que não sai do peito
Arrepia meus poros, 

Amor que dói, amor de pecador.



2 comentários:

Delia (Maitri) disse...

Nochecita, sos un sol!!!
¿Porqué será que nos atrae tanto un amor clandestino?.

Besos de pura luz!

Silencio disse...

Consue, creo que es porque somos medio bandoleras jajaja,
Te quiero, luz también para vos!