O que encontrar do outro lado da esquina... uma luz, um amor, um sonho, um silêncio, um verbo ou uma conjunção que conecte dois mundos?



segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Ontem à Noite



A água goteja
úmidos os pratos
as taças cheias
de teus lábios
o vinho partiu
vermelho com os beijos
o sangue sorvido
sem adeus goteja
úmidos os passos
comigo você fez o sonho
de um amor que abrasa
escondido na tua lava
me transformo em cinzas
queimados suspiros
morro de vida
sem freios, sem forças
prostrado na cama
envolvido na bruma
de um mar de fôlegos
e teus caracóis

O desejo goteja
a taça cheia
úmidas as pernas
entrecruzados caminhos
raízes e caules
ondas de pele agitada
em profundos vales
lambem o fugaz sorriso
da noite enluarada
se adormece o fogo
se amanhece o corpo
quando as gotas soam
como orvalho da alma


2 comentários:

Edmilson Naves disse...

...lindo, forte, parabéns.

Nocheluz disse...

Obrigada pelas palavras ;-) Bjinhos!